Descrição do Projeto

Rastreie seu Pescado

Digite abaixo o código do seu pescado para saber mais detalhes sobre sua procedência.

Como consigo este código?

Aqui Pescamos

 Imagem Nome Vulgar Nome Científico
 tainha  Tainha  Mugil liza

Onde encontrar estes pescados para um consumo consciente?

CONHEÇA OS RESTAURANTES E MERCADOS

Sobre Nós

Na Lagoa de Araruama já foram registrados 3000 pescadores na década de 90, caindo para 50 pescadores no período no ano de 2000. Porém em 2016 registrou-se cerca de 600 famílias vivendo da atividade pesqueira. Segundo a FIPERJ no período de 2013/2014 só atividade de pesca desembarcada no entorno da lagoa foi aproximadamente de 350 t.

As artes de pesca da Lagoa se dividem em dois tipos, sendo uma fixa, ou seja, armadilhas de redes fixadas com estacas de madeira no fundo da mesma, com elaborados currais e camas de redes para captura do pescado, e a outra móvel que vai de encontro com o pescado. O gancho de peixe remonta uma das atividades seculares na lagoa. Parte-se do princípio de levar os cardumes de peixes até seus complexos currais através das correntes marinhas de enchente e vazante. Esta pesca acontece no período de março ao final de julho com a tainha como espécie alvo. Nessa época o peixe percorre do interior da lagoa para o oceano para se reproduzir no mar, principalmente nos períodos de lua nova e cheia. Na lagoa então é estrategicamente construída uma cama de rede chamada trimbobó no entorno dos currais e a tainha quando salta cai em cima da rede. Este tipo de pesca trata-se de uma engenharia tradicional, e cuja posição ideal das armadilhas vem sendo repassada de geração em geração.

Outra arte de pesca para captura da tainha é o uso da rede de cerco. Esta atividade utiliza-se de uma a quatro embarcações com 2 a 3 pescadores em cada e as redes são de aproximadamente 500 metros cada uma e são colocadas mais no interior da lagoa. O lanço ou cerco de tainha são ovais com caracóis em cada extremidade para que as tainhas nadando em velocidade fiquem presas as redes. Esta atividade baseia se no sincronismo dos mestres das embarcações para conseguir realizar o cerco para que os peixes emalhem, ou seja fiquem agarrados na rede e é retirado após 30 a 40 minutos pelos próprios

Onde Estamos

Insira aqui o código do Google Maps <iframe….